terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Mouse - 40 Anos Hoje


Nove de dezembro de 1968.
Uma apresentação de uma hora e meia, em San Francisco, entra para a história da indústria da tecnologia.
Umas mil pessoas se espremiam no Brooks Hall Convention Center quando Douglas Engelbart apresentou ao mundo, o mouse.
Sem ele, vamos combinar, não haveria a revolução dos computadores.
Pelo menos não tal e qual ela veio a ser feita.
O primeiro mouse, senhoras e senhores, era de madeira.
Se você reclama do seu hoje em dia, que tal?

Engelbart, hoje um velhinho simpático de 83 anos, foi logo explicando.
'Não sei porque o chamamos de 'mouse' ... 'começou assim e nunca mudamos'...

Foram seis anos de pesquisa.
Nesse tempo foi testado de tudo um pouco.
Inclusive canetas digitais e umas espécies de joysticks.
Mas no fim chegaram à conclusão de que o mouse era mesmo a melhor maneira de pilotar um computador.

Engelbart acertou na mosca.
A Microsoft só foi criada sete anos depois da invenção do Mouse.
A Apple, em 1976.

Mas o que mais me espanta é tudo que aconteceu na tecnologia de lá pra cá.
E o mouse aí.
Firme e forte.
'Firmeza' como se diz na perifa de Sampa.

Quem quiser ver a foto do primeiro mouse e do seu criador é só clicar aqui na matéria do The Guardian.

Um comentário:

Carol Domingues disse...

E eu só tenho 25...

Bjos