segunda-feira, 5 de novembro de 2007

E Nasce Um Blog

Assim como estrelas - e cometas - explodem, blogs nascem.
Pois se os astrônomos registraram em 23 de outubro a explosão do Holmes [postada abaixo], em 31 de outubro o Migrante registrou uma explosão maior ainda.
Esta foi lá do outro lado do Atlântico.
Em Luanda, Angola, neste dia, explodia o a[freak]ana.
É a Thais Mattoso, a Tatá, voltando à blogosfera.
Naquela que pode vir a ser uma das suas maiores viagens.
Morar na África.
Pelo que já deu pra ver pelos primeiros posts, o a[freak]ana vai ser polêmico.
De cara, ela conta, com sinceridade visceral e poucas vezes vistas, os primeiros choques culturais.
Vai ser interessante acompanhar suas descobertas por lá.
Eu, por exemplo, já aprendi várias coisas que não sabia sobre Angola.
Nação tão perto e absurdamente tão longe de nós.
Adorei o link que me fez descobrir o DJ Tafinha.
Queria muito saber o que canta um rapper angolano.
Aprendi.
Fuck That Shit - Live !
Me assustei com Os Lambas.
Aguardo urgente um post sobre 'kuduro'.
Vale a pena ir lá ver.
Abrindo com uma 'Tropa de Schock Records', fiquei de cabelo em pé.
Angola também tem suas tropas.
Por isso a[freak]ana já virou leitura diária.

Um comentário:

freaky disse...

nussa arrepiei tudo.
amei, amei amei ameeeeeeeeeeeeei!
e é Dji Tafinha com I. eu tb chamo ele de dj, mas ele logo corrige.
mano que é mano tem sua alcunha e dela não abre mão.
não acho que o blog vai bombar tudo isso não. Talvez se seguisse uma linha tipo Perez Hilton ou Papel Pop, faria mais sucesso. O a[freak]ana fala da verdade e das minhas descobertas angolanas. Nada de fofoca. Até pq pra ser babado forte, tem que ter ingredientes básicos: ricos, bonitos, famosos e infiéis.
Mas tudo bem, meu público é outro. Restrito, refinado ou curiosos. Ou talvez até mesmo aqueles que sempre entram no MSN e perguntam: Tatá taí? Tatá tá onde? Eu to aqui no fígado da Africa, e espero que não pare dessa forma. Daqui ainda quero desvendar melhor a Asia e me jogar na nos desertos e mares da Oceania. Antártida nem pensar, adoro pinguim mas só os de Madagascar.
Muito obrigada pelo Post amiga! Muitas saudades e nos vemos pelo mundo COM CERTEZA.
mega beijo